Main menu

Inside Motor – Rali Vidreiro

Inside Motor – Rali Vidreiro

Nova dupla de pilotos

Daniel Nunes / Rui Raimundo vão ter a companhia na Inside Motor, para o Rali Vidreiro de uma nova dupla, Gonçalo Inácio / Paulo Marques, que marca o regresso do piloto aos ralis.

Tal como no Rali Casino de Espinho, a Inside Motor volta a marcar presença numa prova do Nacional de Ralis, desta feita no Rali Vidreiro, com duas duplas de pilotos, com Daniel Nunes / Rui Raimundo a terem agora a companhia de Gonçalo Inácio / Paulo Marques.

“O bom trabalho que temos vindo a desenvolver reflete-se na cada vez maior procura que a nossa equipa tem tido. No Vidreiro estamos muito satisfeitos por contar com uma nova dupla, Gonçalo Inácio / Paulo Marques, piloto que se estreia ao volante do Peugeot 208. É também muito positivo continuar a contar com o Daniel Nunes / Rui Raimundo, que continuam a ter a ambição de vencer nas duas rodas motrizes”, refere Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor.

No entender de Daniel Nunes, que venceu a categoria RC4 no rali anterior, diz que “o objetivo é ser rápido e regular para tentar bater a concorrência no asfalto, para mim está é uma prova que já me trouxe muitas vitórias e títulos em categorias anteriores e é a prova onde o Rui Raimundo me navegou pela primeira vez! A equipa trabalhou intensamente numa profunda revisão no carro. Acho que vai tudo estar à altura para lutar pelo pódio nas duas rodas motrizes. A vitória seria a cereja em cima do bolo porque está prova vai-se refletir muito na continuidade do projeto para 2018”.

Para Gonçalo Inácio, “o objetivo da participação neste rali, passa por me divertir, acumular o máximo de quilómetros, perceber o carro e chegar ao fim do rali, isto tudo como preparação de uma eventual participação em 2018 no CNR numa viatura idêntica. A estratégia para o Vidreiro passa por entrar cauteloso e tentar ir ganhando confiança e experiência com o carro, esperando claro, ficar bem classificado no fim do rali”.

www.facebook.com/insidemotor

Inside Motor – Rallye Casino de Espinho

Dupla aposta para Espinho

Depois de duas desistência inglórias, a Inside Motor regressa no Rallye Casino de Espinho com novos objetivos, já que Miguel Carvalho / Paulo Lopes juntam-se a Daniel Nunes / Rui Raimundo, num segundo Peugeot 208 R2.

A Inside Motor parte para a quarta prova do nacional de Ralis, o Rallye Casino de Espinho (dias 21 e 22 de abril) com ambições redobradas no campeonato das duas rodas motrizes, já que uma nova dupla (Miguel Carvalho / Paulo Lopes) se junta à equipa para conduzir um dos dois Peugeot 208 R2.

“Nesta prova vamos contar com dois pilotos muito rápidos e com provas dadas nos ralis, como é o caso do Daniel Nunes e do Miguel Carvalho, pelos que as nossas expectativas de um bom resultado para a Inside Motor aumentam”, afirma Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor, dizendo que “esta prova também é histórica para a nossa equipa, pois será a primeira vez que temos dois carros ao mesmo tempo num evento do Nacional de Ralis, o que nos deixa muito orgulhosos pelo trabalho desenvolvido”.

 

Para Daniel Nunes, esta prova “servirá para andar depressa de início a fim, acima de tudo para ver onde nos situamos no asfalto face à concorrência. Queremos acabar de vez com os azares e terminar a prova, pois só dessa forma podemos voltar a ganhar confiança”. 

Quanto a Miguel Carvalho, diz que “o facto de trocar o meu Citroen C2 R2 MAX pelo Peugeot 208 R2 deve-se apenas para tentar perceber se é o carro que está a limitar a prestação. Nos dois últimos ralis disputados retirei todo o potencial do C2. Ainda assim não consegui atingir o lugar mais alto do pódio, o que me leva a acreditar que o carro está a limitar o andamento. Vamos ver como corre, espero dar luta e lutar pelo lugar mais alto do pódio”.

 

Informações sobre o Rallye Casino de Espinho em: http://www.escuderiacastelobranco.pt/

 

Comunicado de Imprensa de 18 de abril de 2017

www.facebook.com/insidemotor

Final inglório

Não teve um desfecho positivo o Rali de Castelo Branco para a equipa Inside Motor e para a dupla Daniel Nunes / Rui  Raimundo, que desistiram com a meta praticamente à vista.

Não está a ser fácil o início da temporada de 2017 para a equipa Inside Motor no Campeonato Nacional de Ralis de Duas Rodas Motrizes, somando nova desistência, desta feita no Rali de Castelo Branco.

“Ninguém gosta de desistir e muito menos com a meta à vista. Os pernos da roda direita da frente do Peugeot 208 R2 voltaram a partir de forma inexplicável, levando que o Daniel Nunes fosse obrigado a desistir, depois de um rali muito complicado”, explica Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor, afirmando ainda que “não se compreende como um peça nova tem um problema destes, tanto mais que já aconteceu também em Fafe e na parte final da época de 2016. Temos que averiguar para que tal não volte mesmo a acontecer”.

Quanto a Daniel Nunes, que teve a seu lado Rui Raimundo, o Rali de Castelo Branco não correu da melhor forma, com o piloto a afirmar que “desistimos neste rali novamente quando lutávamos pelo pódio das duas rodas motrizes. Contudo, partimos para este rali com o carro com um set-up desajustado e com o motor a não agradar em termos de performance, o que mais tarde foi corrigido. Ainda ganhamos troços entre os RC4, mas derivado ao set-up desajustado tivemos uma ligeira saída de estrada sem consequências que pudessem comprometer a prova. Infelizmente no final os pernos da roda ditaram novo abandono”. 

Informações sobre o Rali de Castelo Branco em: http://www.escuderiacastelobranco.pt/

 

Rali Serras de Fafe 2017

Daniel Nunes mostrou competitividade.

Apesar de um azar no primeiro dia do Rali Serras de Fafe que ditou o abandono, Daniel Nunes / Rui Raimundo ainda conseguiram trazer alguns pontos desta prova.

Numa altura em que estavam no segundo lugar nas contas das duas rodas motrizes e ainda com muito rali pela frente, Daniel Nunes / Rui Raimundo foram obrigados a desistir com os pernes de uma roda partidos. O regresso em Rali2 permitiu contudo ir buscar alguns pontos no Rali Serras de Fafe

Segundo Daniel Nunes foi um rali “em que nem tudo correu como esperávamos. No primeiro dia a nossa intenção era voltar a adaptar-nos à condução de um duas rodas motrizes sem perdermos muito tempo, para depois podermos ser mais competitivos no segundo dia. Estavamos até a fazer um bom rali, sendo segundos da geral nas duas rodas motrizes, mas os pernos de uma roda partiram e não houve hipóteses de continuar em prova sem ser em Rali2. No segundo dia apostamos em tentar vencer troços para somar alguns pontos, mas aproveitamos também para fazer mais quilómetros e ganhar mais ritmo competitivo com o Peugeot”.

Do lado da Inside Motor, apesar da preparação do Peugeot 208 R2, o azar aconteceu, levando Joaquim Batalha, responsável técnico a dizer que “não esperávamos por este desfecho, que aliás já nos tinha sucedido em Mortágua em 2016. O Daniel Nunes esteve muito competitivo e por certo que nas próximas provas poderá ser ainda mais. Em Fafe conseguimos bons tempos nos troços, num campeonato de duas rodas motrizes que nos parece estar novamente muito interessante, em que a competitividade do Peugeot 208 R2 saiu mais uma fez reforçado face à concorrência”.

Vitória e título

A Equipa Inside Motor e a dupla Diogo Gago / Hugo Magalhães venceram o Rallye Casinos do Algarve e conquistaram o título de Campeões Nacionais de duas rodas motrizes.

Sintra, 13 de novembro de 2016: Em seis provas disputadas esta temporada, Diogo Gago / Hugo Magalhães venceram cinco e foram segundos classificados um vez. A derradeira vitória, e decisiva, foi no Rallye Casinos do Algarve este fim-de-semana, onde mais uma vez estiveram imbatíveis, o que lhes valeu o título de Campeões Nacionais nas duas rodas motrizes, sendo o primeiro para a equipa Inside Motor.

“Foi um excelente vitória. Não partimos com a intenção de gerir a nossa vantagem na liderança do campeonato, mas sim de assumir o nosso favoritismo. Voltamos a fazer um excelente rali, fomos sempre os mais rápidos e no final a vitória dá-nos também o título nas duas rodas motrizes que era o grande objetivo da época”, refere Diogo Gago, dizendo que “quer dar os parabéns a todos aqueles que muito me apoiaram esta temporada e que foram fundamentais na conquista desta primeiro título nacional. A equipa Inside Motor, que sempre me colocou um carro excelente à disposição e que se esforçou imenso para que este título também fosse deles, aos meus patrocinadores e, obviamente, ao meu Pai. Obrigado a todo e agora vamos pensar em 2017”.

Muito satisfeito neste final de temporada está Joaquim Batalha, responsável técnico da Inside Motor, já que este título cai com que nem uma luva depois de um ano de muito trabalho. “Não poderia ser melhor. Fizemos muito bem o nosso trabalho de casa, que é onde as vitórias se começam a desenhar. Depois toda a equipa esteve em grande nível mais uma vez, entregando um grande carro ao Diogo Gago que obteve mais uma fantástica vitória e nos deu este saboroso título”, afirmou Joaquim Batalha. Poderá acompanhar o Rallye Casinos do Algarve: www.clubeautomovelalgarve.pt