Main menu

Boa exibição premiada com segundo lugar

Boa exibição premiada com segundo lugar

Daniel Nunes / Rui Raimundo e a equipa Inside Motor terminaram em segundo lugar o Rali de Mortágua nas duas rodas motrizes, num rali que demonstrou a robustez do Peugeot 208 R2!!!

Daniel Nunes / Rui Raimundo tiveram uma excelente prestação ao volante do Peugeot 208 R2 da Inside Motor nesta prova, tendo lutado pela vitória nas duas rodas motrizes para além dos limites da estrada, numa prova que teve emoção até ao fim.

“O Daniel Nunes esteve muito bem em quase toda a prova e demonstrou que queria vencer nas duas rodas motrizes. Foi pena as circunstâncias do rali, nomeadamente ter rodado no pó de outro concorrente, que lhe roubou muito tempo e quem sabe a possibilidade de alcançar uma vitória. Apesar de tudo, fizemos uma grande prova em Mortágua”, refere Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor.

Para Daniel Nunes, o segundo lugar final, acabou por ser um bom resultado, afirmando o piloto que “andamos sempre muito perto do nosso adversário na luta pela vitória. Depois de perdermos 40s a rodar no pó de um concorrente que teve uma saída de estrada, parecia que tínhamos o rali perdido. Contudo, ainda nos apercebemos que o nosso adversário direto tinha problemas de motor no seu carro e decidimos aumentar o ritmo, mas acabamos por capotar já na tomada de tempo do penúltimo troço. Ainda furamos no troço seguinte, mas isso não invalidou que o segundo lugar estivesse seguro”.

Voltar a vencer um ano depois

Daniel Nunes / Rui Raimundo e a equipa Inside Motor regressam ao Campeonato de Portugal de Ralis para disputar o Rali de Mortágua, prova na qual querem repetir a vitória de 2017 nas duas rodas motrizes.

Nos próximos dias 27 e 28 de abril a equipa Inside Motor, com Daniel Nunes / Rui Raimundo ao volante do Peugeot 208 R2, irão disputar a sua segunda prova do Campeonato de Portugal de Ralis, na qual querem serem protagonistas na luta pelos primeiros lugares das duas rodas motrizes.

“Depois do bom resultado no Rali Serras de Fafe, estamos confiantes para o Rali de Mortágua, até porque foi uma prova que nos trouxe imensas alegrias em 2017, onde conseguimos subir ao primeiro lugar do pódio. Fizemos um trabalho rigoroso de preparação no Peugeot 208 R2 para podermos dar todas as condições ao Daniel Nunes de lutar pelos primeiros lugares. Temos sido quase sempre bem sucedidos nesta prova, pelo que esperamos de novo por um bom resultado”, afirma o responsável da Inside Motor, Joaquim Batalha.

Com sede de voltar aos comandos do Peugeot, Daniel Nunes, refere que objetivos para o Rali de Mortágua passam por “repetir a vitória de 2017. Contudo, temos de entrar com cautela porque o primeiro dia de prova poder ser muito decisivo para um bom arranque para o segundo dia. Os troços apesar de serem duros, mesmo após os reconhecimentos estão fabulosos, pelo que vamos fazer tudo para alcançar o nosso objetivo”.

Todas as informações sobre o Rali de Mortágua em: https://ralidemortagua.pt/wp/

Comunicado de Imprensa de 25 de abril de 2018
www.facebook.com/insidemotor

Um 2º lugar para começar

Daniel Nunes / Rui Raimundo obtiveram um segundo lugar no Rali Serras de Fafe nas duas rodas motrizes, enquanto Pedro Paixão / Luís Neves terminaram a prova depois de um azar no primeiro dia.

No Rali Serras de Fafe a Inside Motor volta a estar em grande nível, sobretudo com a prestação da dupla Daniel Nunes / Rui Raimundo, conseguindo um segundo lugar nas duas rodas motrizes do Campeonato de Portugal de Portugal. A competência e eficácia da equipa, permitiram que Pedro Paixão / Luís Neves tivessem de novo o Peugeot 208 R2 em condições no segundo dia, depois de capotarem no primeiro, que os levou ao 5º lugar nas duas rodas motrizes, na prova de estreia em terra.

“Depois de uma prova com pisos tão duros, os nossos dois Peugeot 208 R2 conseguiram chegar ao final da prova demonstrando a fiabilidade do carro e do trabalho que temos vindo a desenvolver. Parabéns a ambos os pilotos que estiveram em excelente nível”, refere Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor.

Segundo Daniel Nunes o Rali Serras de Fafe “correu quase na perfeição. Imprimi um ritmo forte logo no troço inaugural. Continuei a atacar e a acreditar que era possível, dando sempre o meu máximo, mas nunca consegui acertar com o set-up ideal para as condições em que se encontrava o piso. Penso que residiu aí a diferença para os nossos principais adversários, com os quais travei uma grande luta. Sempre provamos ser muito rápidos na terra, agora voar não consigo. Só posso estar satisfeito com o segundo lugar, mas quero também dar os parabéns à Inisde Motor que foram incansáveis para tentar por o carro a meu gosto”.

O estreante em ralis de terra, Pedro Paixão, diz que “o balanço da prova é positivo apesar de todas as dificuldades que passamos. A ideia era pontuar e acumular quilómetros em pisos de terra e conseguimos isso. Capotámos no primeiro dia e isso fez nos perder um bocado da confiança que estávamos a ganhar aos poucos, mas rapidamente nos voltamos a encontrar e continuamos a evoluir no dia a seguir! Gostei muito da experiência!”.

Uma confirmação e uma estreia em Fafe

Daniel Nunes / Rui Raimundo e Pedro Paixão / Luís Neves são as duas duplas de pilotos que irão estar à partida do Rali Serras de Fafe com os Peugeot 208 R2 da Inside Motor. A motivação é muita, mas os objetivos são distintos.

A Inside Motor volta a estar presente em mais uma temporada do Campeonato de Portugal de Ralis, onde tem ambições na luta pela vitória entre os carros de duas rodas motrizes com Daniel Nunes / Rui Raimundo, ao mesmo tempo que apadrinha a estreia em pisos de terra da dupla madeirense Pedro Paixão / Luís Neves.

“Depois do teste efetuado no Cadaval com os dois pilotos, estamos mais que preparados para enfrentar o Rali Serras de Fafe. Os dois Peugeot estão como novos, por isso vamos para Fafe motivados a alcançar um resultado de relevo com o Daniel Nunes, mas também com muita expetativa face à estreia de Pedro Paixão na terra depois das boas indicações que deu nesses testes”, refere Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor.

Para Daniel Nunes, os objetivos para o Rali Serras de Fafe passam por “entrar forte e mostrar a diferença logo nos primeiros troços, para nos podermos situar em relação aos nossos adversários. Não podemos cometer erros, pois o nosso objetivo é alcançar um resultado de relevo, que será essencial para surgirem os novos apoios que ainda estão em cima da mesa para fazermos toda a temporada. O teste foi positivo e serviu para corrigir alguns importantes aspetos, que nos permitiu voltar a ter um bom nível de condução do Peugeot na terra”.

Quanto ao estreante Pedro Paixão a estratégia é “rodar o máximo possível sem cometer erros de maior e esperar pelos erros dos nossos adversários. Visto ser o nosso primeiro rali em terra quero ver no primeiro dia onde me situo a nível de classificação para então no segundo dia decidir o que fazer! Objetivo é, sem duvida, chegar ao fim e pontuar no top 5 das 2RM!”.

Todas as informações sobre o Rali Serras de Fafe em: www.demoporto.com

Gago regressou e... ganhou

Diogo Gago / Ricardo Faria foram os vencedores das duas rodas motrizes no Rallye Casinos do Algarve. Daniel Nunes / Rui Raimundo, abandonaram, num momento em que eram terceiros classificados.

Apesar de um início mais complicado, com um pião a atrasar a dupla Diogo Gago / Ricardo Faria, rapidamente (na quarta classificativa) esta dupla do Peugeot 208 R2 conseguiu assumir o comando da classificação nas duas rodas motrizes do Rallye Casinos do Algarve, que não mais largaria até final do rali, obtendo assim uma excelente vitória, após somar 11 triunfos em 13 especiais de classificação.

Quanto a Daniel Nunes / Rui Raimundo, apesar do andamento evidenciado, acabaria por desistir depois de capotar o seu Peugeot, quando já se desenhava mais uma excelente prestação.

“Terminar o ano com mais uma vitória é excelente para toda a equipa Inside Motor. O regressado Diogo Gago mostrou novamente porque foi o campeão em 2016 nas duas rodas motrizes. O Peugeot 208 da Inside Motor esteve impecável e só foi mesmo pena que o Daniel Nunes tenha desistido, depois da grande vitória que tinha tido em Mortágua, na prova anterior”, referiu Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor.

No final do rali, Diogo Gago era um piloto satisfeito neste seu regresso aos ralis nacionais, dizendo que “foi uma prova bastante competitiva, em que os adversários andaram sempre por perto o que exigiu que tivéssemos andado sempre muito depressa. Quero agradecer à Inside Motor esta possibilidade de voltar a competir no Nacional de Ralis, pelo que esta vitória é dedicada a esta equipa que tem sido excelente no apoio que me tem dado”.

Refira-se que a Inside Motor, prestou ainda assistência ao Renault Clio R3 de Pedro Paixão / Luís Neves, que terminaram no segundo lugar das duas rodas motrizes, naquela que foi uma excelente estreia da dupla madeirense em provas do Campeonato Nacional.